15 agosto 2009

(foto minha)

No compasso de espera entre o hoje e o amanhã, sou solidão tornada fantasia.
A noite quente não permite o sono, antes aguça o impulso de procurar a tua presença num vazio que se prolonga. Recordo os momentos intensos que são só nossos e sinto saudade do amanhã que moldamos a dois.

7 comentários:

Maria disse...

E como eu te percebo...
Beijinho
(ainda de longe)

Sofá Amarelo disse...

O amanhã pode sempre ser moldado pelas nossas mãos mas em especial pelas nossas almas...

... Se o amanhã vier talvez me vá esconder (Pólo Norte)

Muitos beijinhos! Bom Domingo!!!

Carlos Albuquerque disse...

Quando se recorda assim,o amanhã é hoje.
Beijinhos!

Vieira Calado disse...

Olá, amiga!

Vejo que também tem esse idiota de chinês, a comentar sua postagem.
A mim, manda-me disso, desde há semanas...

Apresso-me a responder à sua pergunta sobre Marte, para que durma descansada.

A notícia corre quase todos os anos, por esta altura.

O ano passado, estava eu de muito humor, disse a um leitor que sim,
que poderia ver o fenómeno.

Que havia 3 maneiras:

A 1ª: - beber 1/2 garrafa de medronho ou bagaço.

Vê, de certeza, duas luas!

A 2ª: - meter um LSD no bucho. Dá para ver todos planetas a dançar, ao mesmo tempo.

Com a 3ª, pondo o polegar num olho, fazer força até doer. Dá para ver todas as estrelas da galáxia!

Agora a sério.

Não se passará, nada disso.

Os meus melhores cumprimentos...

e dessas coisas, pergunte sempre.

Chousa da Alcandra disse...

Aiiiii, a calor!!! Cantas culpas leva de noites en vela. E cantas culpabilidades lle botamos tamén de deixar voar a imaxinación cara onde se tercia...
Mais cando fai frío non esquecemos deixar voar a mesma imaxinación e fantasía...

Beijos cruzados da calor na Galiza

O QUATORZE disse...

Olá. Boa tarde
Umas belissimas férias e que o tempo seja amigo para esse ambiente.
Bjs de amizade
LUIS 14

O outro lado do espelho disse...

O amor de todos os lados do espelho...
Bjks

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin