27 agosto 2009

Asas


Queria ter asas nas costas como as da minha imaginação.
Sentir voando rumo ao futuro, avançar na direcção do coração.
Queria viver tudo com os amigos, apostar nas escolhas correctas e rumar no sentido certo.
Saber que sempre que caísse teria uma mão a ajudar-me a levantar. Ou duas. Ou muitas.
Queria nunca mais perder quem amo, evadir-me do meu próprio peito quando cá dentro se instalasse a dor. Refugiar-me nos teus braços, e não ter hora para deles sair.
Queria saber que amanhã é mais que hoje, que melhora vida e estado de espírito.
Queria que não houvesse limites. Nem para a amizade nem para sentimentos afins.
Apenas o querer. E acreditar. Sempre. Em conjunto.

7 comentários:

Sofá Amarelo disse...

Asas são para voar... e para cimentar a amizade num rumo constante em direcção ao futuro salpicadas de pequenas bolinhas multicores... Demos as mãos e cerremos os olhos e peçamos um desejo forte!!!

Muitos beijinhos!!!

Patti disse...

O acreditar nessas possibilidades todas, mesmo sabendo que nem todas se realizarão, é já um passo muito optimista e positivo.

Carlos Albuquerque disse...

As asas estáo lá, é só batê-las, digo eu! Dizer é facil, pois é...Quanto querer como este já por mim passou! E, olhe amiga, bati mesmo asas. Valeu a pena! Pensando que podem saber bem, aqui deixo palavras de Neruda: "...é necessário atravessar a solidão e aspereza, a incomunicação e o silêncio para chegar ao recinto mágico..."
Beijinhos

Maria disse...

E se eu li este post ontem porque é que não o comentei?
As asas nós temos, mas às vezes pedimos o impossível... quem sabe quais são as escolhas certas? qual é o sentido certo?
Tantas vezes o que me pareceu certo veio a revelar-se errado, e necesitou de correcção... assim é a vida. Aprender, sempre!

Beijos

Maria, Simplesmente disse...

Filixera, por muito que se lute nunca conseguimos aquilo que queremos, até porque é uma utopia pensar que viemos para ter uma vida sobre rosas sem espinhos.
Temos de lutar por tudo aquilo que queremos, não deixar cair os braços, mas a pouco e pouco, com cuidado lutar para que os sonhos se vão tornando realidade.
Até porque, quantas vezes ao chegar ao fim da realização dum desses sonhos uma tempestade tudo leva.
Bom fim de semana
Maria

São disse...

Já te disse que escreves muito bem?

Um fim de semana com Sol e alegria, te desejo, linda.

gaivota disse...

acreditar... eu ainda acredito em tanta coisa, nas crianças, sempre!
obrigada pelo teu contacto, depois diz alguma coisa...
beijinhosssssss

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin