13 junho 2008

Quem conhece?

Hoje, deixo um desafio a todos os que por aqui passam.
E não é mais um desafio dos que tradicionalmente se vêem na blogosfera, mas uma questão que gostaria de deixar no ar e que é:

Quem me saberá esclarecer acerca deste bichinho?

Vimo-lo no reptilário do zoo de Lisboa ficámos intrigados.
Infelizmente, a distracção vem sob todos os pretextos quando estamos com as nossas "feras", sempre irrequietas e a exigirem a nossa atenção, pelo que não me lembrei de ver a identificação.
Uma amiga disse-me que se trata duma salamandra aquática duma espécie ancestral, que apenas deve viver dentro de água, uma vez que tem as brânquias (guelras) desprotegidas, expostas.
Se alguém souber identificar, agradeço que me elucide.

17 comentários:

Pitanga Doce disse...

Olha, ó menina quando o meu Biólogo voltar do namoro peço que ele te traduza este especime.

beijos

amigona avó e a neta princesa disse...

Fiquei assim...não sei não...beijos...

elvira carvalho disse...

Eu não conheço. Poderia perguntar a uns amigos que são Biólogos, mas como a Pitanga já se ofereceu...
Um abraço e bom fim de semana

Patti disse...

Que estranho mesmo!
Parece um peixe-lagarto-girino-albino!

Tiago. disse...

Segundo a minha prima, aspirante a bióloga marinha...

"é uma espécie de salamandra que se mantém numa forma larvar mesmo em adulto... a espécie especifíca é que já é dificil dizer!"

Portanto... :)

Tiago.

Vieira Calado disse...

Deve ser pré-histórico...

Tiago. disse...

Afinal acabou por se lembrar do nome cientifico, após alguma pesquisa! =D Eu sabia que ela não ia deixar escapar, apaixonada por estas coisas como é :)

"Ambystoma mexicanum"...
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ambystoma_mexicanum

Beijinhos,
Tiago.

jo ra tone disse...

Este bicharoco parece-se muito com um pampo. Talvez um anfíbio da sua espécie
Bom fim de semana

jasmimdomeuquintal disse...

Hummm!não sei mas vou perguntar.
Bom fim de semana

bettips disse...

Sem querer saber senão da beleza do "estranho" e do seu habitat, deixo-te um abraço pelos filhos (li em baixo), tão sofridos para ter. E tão bons de viver. E xô o resto, que o tempo passa rápido, com eles perto.
Com mãe e avó prendadas...!!!

Filoxera disse...

Obrigada pelas respostas.

Pitanga, fico a aguardar.

Tiago, não é o mesmo; se seguires o link, verás que o que referes é cinzento. Devem ser parentes, mas não irmãos.

Jo Ra Tone: vou investigar esse pampo, mas este parece que não é anfíbio, mas aquático.

A todos, beijinhos.

BlueVelvet disse...

Xiii, coisa mais feia:)))
Num sei, mas como já tens ajuda, vou-me embora que coisa que não posso ver são répteis.
Fico toda arrepiada. Fui!

Carminda Pinho disse...

Tenho pena, mas não consigo ajudar.:)))

Amanhã venho cá ver se já alguém descobriu.
Sou curiosa;)

Beijos

Sophiamar disse...

Amiga:

Nunca tinha visto tal animalzito mas parece umm exemplar de uma espécie ancestral que não terá sofrido evolução. Estranho!


Beijinhos

Bem hajas!

Rafa Biólogo disse...

meu caro,
este animal pertence a amphibia da classe urodela ou caudata. Se trata de uma salamandra, porém é uma forma larval, nesta fase alguns possuem suas brânquias expostas, então é isso! já a espécie não sei pois não estudo amfíbios em especifico...
espero ter ajudado!

Maria disse...

Pois, não sei....
Mas se a diferença entre este bicharoco e o de cor cinzenta do link da wikipedia, talvez seja o mesmo, sim, mas de outro continente, sei lá...
:)

Beijos

Anónimo disse...

Não faço a minina ideia de que bichinho se trate
Eu ao contrario da maioria das pessoas gosto de réteis e este por sinal é bem amoroso.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin