18 outubro 2011

Desvelo


Que cada dia traga a alegria de uma promessa

Que todo o gesto enxugue as lágrimas incontidas

Que a noite te afague num carinho que não esqueça

E o vento te ofereça as alegrias prometidas



Que os impulsos dessa alma de aventureiro

Sejam passos inventados a cada nova dança

Que toda a casa albergue amor verdadeiro

E a ternura seja o espelho de qualquer criança



Que qualquer estrada desemboque num moinho

Que o presente seja um livro ou um brinquedo

Que haja sempre pão e nunca acabe o vinho

E que cada jardim conserve um segredo



Que todos possam, sempre, ouvir cantar

Essa voz doce, de eterno trovador

Que quando sentires vontade de chorar

Sejam gotas de alegria na oferta duma flor


11 comentários:

Gisa disse...

Lindas palavras.
Um bj

© Piedade Araújo Sol disse...

quase uma oração.

muito bonito.

um beij

Maria disse...

Que assim seja!
E sim, gosto destes 'entre nós'...

Beijos.

elvira carvalho disse...

Amén.
Um abraço

Luis Eme disse...

bonito desvelo.

beijinho Filoxera

Maria João disse...

Que seja assim, minha amiga!

É urgente e vital, acreditar nisso!!


Um beijinho muito grande para ti

Fernando Santos (Chana) disse...

Bela fotografia...Belas palavras...Espectacular....
Cumprimentos

Pena disse...

Estimada e Linda Amiga:
Um poema sensível e de enternecer pela maravilha e brio cada vez mais intenso e extraordinário que suscita cada dia que passa.
Excelente.
Beijinhos amigos de pureza amiga.
Com respeito e sempre a admirá-la

pena

Bem-Haja, pela honra da sua amizade.
É excelente, formosa e fabulosa amiga.
Grato pela sua visita de sonho.
Estimo-a imenso, sabe, não sabe?
É muito valiosa.
OBRIGADO!

São disse...

Que rodos os teus desejos se realizem!

Um abraço para ti e para as tuas crianças.

quanto pesa o vento? disse...

as tuas palavras comoveram-me.
lindo!
um ramo de sorrisos.
abraço.

albana disse...

Este poema toca-me como se fosse uma oração.Que assim seja.


Um bjinho

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin