03 agosto 2011


Vira-te para mim, disseste-me.
E eu virei. Sorri. Senti. Beijei. Amei.
Disse-o.
Finalmente, disse-o.
Para, de novo, me calar...

5 comentários:

Pitanga Doce disse...

É tão difícil saber calar, quando o desejo é gritar.

Tinhas razão quanto à música. Seguiu mail.

Mel de Carvalho disse...

E tudo o resto é marginal, Filó.
Beijo com carinho
Mel

Maria disse...

Não sei o que te dizer... apenas sinto!

Beijo.

elvira carvalho disse...

Uma palavra certa no momento exacto, vale por uma vida
Um abraço

Jony River disse...

Curto
Direto
Doce

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin