29 maio 2011

Sei-te hoje como há tantos anos te soube,

Sei o tom e a cadência da tua voz,

Sei o que dissemos e o que no silêncio coube,

Sei tudo e tanto, quando as emoções somos nós.



Sei de ti o riso, o calor, o olhar penetrante.

Palavras certas, lançadas meio sem jeito,

Sobre o encanto dum passado já distante

Agora afecto presente, mais que perfeito.



Tatuado em mim, sei-te mais que amigo

Poema de magia feito de imagens,

Cerimónia doce, porto de abrigo

Marés de ternura e de viagens.



Somos sina escrita no firmamento

Em quinhentos anos de cumplicidade,

Sonho profético de todo o momento

Tornado pequeno pela realidade.

10 comentários:

São disse...

Tu nem imaginas como me soa familiar este teu poema...

Boa semana.

Luis Eme disse...

tu sabes...

beijinho Filoxera

Pena disse...

Soberba e Preciosa Poetiza Admirável:
"...Tatuado em mim, sei-te mais que amigoPoema de magia feito de imagens,
Cerimónia doce, porto de abrigo
Marés de ternura e de viagens..."

Que "coisa" mais deliciosa e linda.
Parabéns.
Parece tudo ter regressado à normalidade no meu blogue.
Bem-Haja, pela visita de encanto.
Beijinhos amigos de pureza pela poetiza extraordinária e enorme que é.
Sempre a respeitá-la e ao seu talento.

pena

Bem-Haja.
É notável.
Desculpe, sem ter culpa.
Espero a sua compreensão.

Nilson Barcelli disse...

"Sei tudo e tanto, quando as emoções somos nós."
Dizes tanto neste verso, mas em todo o poema também.
Gostei muito, foste magnífica neste poema. Parabéns.
Querida amiga, tem uma boa semana.
Beijos.

Maria, Simplesmente disse...

Filoxera: depois venho com mais tempo.
Deixo-lhe aqui um endereço dum Blogue, que talvez seja bom ler:

http://claustrofobias.blogspot.com/

O Blogue está no meu Longe do Céu.

Bj

Maria

BRANCAMAR disse...

Filoxera,

Fantástico este poema, li-o como percorrendo um dos mais lindos textos que li, não fica nada atràs de muitos consagrados.
Há momentos assim, em que a emoção transborda plena de luz e sabedoria, este foi um dos teus grandes momentos.
Beijos
Branca

cuco disse...

nem sei que te diga....

G... disse...

Sabes. E que bem sabes escrever. Como se os sentimentos se te oferecessem para lhes fazeres o retrato.
Beijinho

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo poema...Espectacular....
Cumprimentos

Jony River disse...

O que mais podemos nós pedir-te?...apenas que não pares nunca!

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin