06 maio 2010

Deve haver uma razão para me acontecerem as coisas mais bizarras.

Digo eu…

Deve haver um porquê para dar comigo tantas vezes a seguir o teu carro, por mero acaso.

Suponho eu…

Deves deter uma fórmula de boas energias que me passas, de forma natural. Nem sei se te dás conta…

Acho eu…

Deve haver algo que me faça agarrar-me às tuas palavras. Faladas e escritas.

Sinto eu…

Deve existir um motivo para adiar a cama quando o sono pesa.

Descubro eu.

É para ler a surpresa que me reservas, amiga!

6 comentários:

PLM disse...

Realidade ou ficção?
São meses de incriveis coincidências e tendências.
As palavras e os temas dúbios proliferam inter e intra-blogues.
Cumprimenta,
plm

Maria disse...

Escusavas de colocar aqui as nossas intimidades para o pessoal ler... e tentar adivinhar...

:)))

Já sei, no outro fim-de-semana!

:)))

Beijinhos.

Vera disse...

:-)
Apenas sorrio, porque nem sempre são necessárias as palavras.
Apenas sorrio porque é bom saber que há boa energia no ar.
Apenas sorrio.
:-)

Alex disse...

Delicioso :)

Maria disse...

Vera

:-)
Também sorrio...

:-)

Maria Jose disse...

Simplesmente lindo !

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin