19 maio 2010

Ante-pausa

Existe uma palavra para te dedicar. Como existe um sorriso em cada conversa. E um sentido em cada dor partilhada. Das que ferem. Das que perseguem. Das que dilaceram.
Existe uma mão para te dar. Como existe um beijo para te mimar. E uma flor em cada gesto. Dos que nos marcam. Dos que nos presenteiam. Dos que nos constroem.
Existem dois braços para te abraçar. Um caminho onde te acompanhar. Um mundo cheio de caos, e fantasmas e medos. Mas eu estarei contigo, nesse caminhar.

9 comentários:

Maria disse...

Existe uma maré à tua espera. Como existe um sorriso que te abraça. Dos que aquecem. E não esquecem.
Existe um barco à tua espera. Como existem umas mãos que te querem. Das que acariciam. E te deliciam...
Existe uma linha ténue entre o ir e o vir. O falar e o calar. O estar e o ficar. E eu fico. Contigo.

Beijos.

Vera disse...

:-)
Beijos

Poetic GIRL disse...

É tão sabermos que existem uns braços para nos abraçar, ás vezes só precisamos mesmo disso. bjs

Isa disse...

Encontrei por aí e acho que tu ias gostar
http://sonsdaalma.blogspot.com/
Bjs para todos

Pitanga Doce disse...

É lindo o texto mas que pena não poder continuar a ouvir este fado (que corta o coração) enquanto escrevo aqui! Ó céus, que é lindo demais!

Braulio Pereira disse...

estou por Alenquer..

continuo em Portugal

bom fim de semana para ti e quem amas

beijos...

Vieira Calado disse...

E está muito bem construído o texto!

Beijinho

Oliver Pickwick disse...

A Maria, ali no topo da janela, tem razão, este texto foi escrito com tinta à base sangue de dragão e pó de otimismo.
Um beijo!

Maria Jose disse...

Obrigada pelo abraço, pelo beijinho, pela amizade !

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin