21 março 2013

Aventureiros



Que desenhemos um mapa de expedição
À descoberta duma secreta geografia.
Que eu te envolva, num jogo de sedução,
Despindo acordes em íntima coreografia.
 
Que se conjuguem todos os verbos do prazer
Numa janela  onde exibimos fantasias,
Que as tuas mãos me algemem este querer
E a tua língua me torture maresias.
 
Que eu te deite, então, quieto, submisso,
E te devore com ambas as minhas bocas.
Que reconheça no teu aroma o feitiço
Voluptuoso das formas como me  tocas.
 
E explore teu território no desvario
Líquido desta seiva orientadora,
Te descubra a montanha, o vale e o rio,
E os consuma no fogo que me devora.
 
Seremos aventureiros brincando aos amantes
Em ousada campanha de prospecção,
Nos nossos trilhos, descobriremos diamantes,
Gemidos cúmplices antecedendo nova explosão.

7 comentários:

Rogério Pereira disse...

Ainda um dia
a poesia será coisa de comer
de sentir, de abraçar, de amar

Talvez amanhã, a primavera só agora nasceu
Talvez os poetas despertem

elvira carvalho disse...

Em dia de poesia eu tinha de me lembrar de si.
Um abraço e saudações poéticas.

Nilson Barcelli disse...

A tua poesia também é sedutora, porque me encanta...
Gostei muito, é um mahnífico poema.
Filó, minha querida amiga, tem uma Páscoa Feliz.
Beijo.

Braulio Pereira disse...

FELIZ PÁSCOA Sofia

para ti e familia


beijos.

Mateus Medina disse...

Sensual e lírico ao mesmo tempo. Bom

Beijos

L.S.A. disse...

Não é todos os dias que procuro Blogues para ver...
Não é em dias especiais que me lembro do motivo porque um determinado facto foi assinalado.
Já lá vai o tempo em que a Internet me dizia alguma coisa e eu pensava que isso me ajudava a ultrapassar, o que não gostava ou me fazia sofrer...!
Depois vi que para mim não existiam dias especiais (todos eram dias especiais...!), não havia dias ou momentos de maior ou menor sofrimento...!
Hoje ultrapassei essa fase, depois de sofrer na pele a angústia, minha e dos outros, assistir a sofrimentos insuportáveis, reais e não imaginados, que não supomos possam existir, deixou a vida ter sentido.
Hoje digo só há dois dias especiais
na vida, um quando chegamos... outro quando partimos.
Isto vem a propósito dos seus dias especiais...
As minhas desculpas.
Um abraço.

Nilson Barcelli disse...

Filó, querida amiga, tem uma boa semana.
Um beijo.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin