03 setembro 2011

Das palavras que te deixo *


Ausculto-te a pele com este olhar
Que ri quando navegas comigo,
E no meu peito, teu eterno abrigo,
Nascem marés por desnudar.

Dos teus olhos desprende-se o mar
Em ondas que te banham o queixo;
E então, das palavras que te deixo,
Pintamos sonhos por inventar.

* título da autoria de uma amiga

13 comentários:

elvira carvalho disse...

Pintamos sonhos por inventar.
Enquanto temos capacidade para pintarmos os sonhos de um modo ou de outro sempre seremos felizes.
Um abraço e bom fim de semana

De Amor e de Terra disse...

Há sempre tanto sonho por inventar minha querida menina, tanto!
É por isso que "sonhar é preciso"
pois "pelo sonho é que vamos!"
Bjs e bom fim de semana.
M.M.

Isamar disse...

Tens um desafio no meu blogue. Podes responder ou não se assim o entenderes.
Quanto ao poema é lindíssimo, pleno de metáforas fabulosas que nos encantam.

Beijinho

Bem-hajas!

Chousa da Alcandra disse...

Mentras sexamos capaces de pintar os soños, haberá capacidade para ese ollar que ri cando navegas...

Beijinhos

São disse...

Marés por desnudar e sonhos para realizar, linda

Um abraço

Braulio Pereira disse...

das palavras que me deixas assim..
fazem-me sonhar
o destino a olhar para mim
olho no horizonte vejo teu MAR



optimo domingo

beijos!!

Fernando Santos (Chana) disse...

"Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse te esquecer." William Shakespeare


Cumprimentos

Nilson Barcelli disse...

"E então, das palavras que te deixo, Pintamos sonhos por inventar."
Belíssimo poema.
Encontraste o tom adequado para o poema.
Querida amiga Filó, tem uma boa semana.
Beijos.

Lídia Borges disse...

Inventar os sonhos e se possível sonhá-los a dois.

Um beijo

Maria João disse...

Uma das sensações mais gratificantes na escrita é, para mim, tocar a alma de quem me lê e fazer com que dela, brotem paisagens de rara beleza. Como este poema que escreves-te!!

Um enorme beijinho, minha amiga.

Obrigada!!

© Piedade Araújo Sol disse...

um poema que é uma tela de conhos por inventar onde a ternura impera.

beij

Maria disse...

São várias as cores com que se pintam os sonhos.
Que as tuas sejam sempre luminosas...

Beijo.

Jony River disse...

Quero ler esperança, quero ler força, quero ler coragem, quero ler, amor...

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin