08 março 2011

Tentei, re-tentei e voltei a tentar. Não me saiu um post especial.
Não há género especial, como os dias não são especiais porque sim, apenas por decreto.
Neste momento, sinto-me incapaz. Por muito que escreva ou sintetize, não conseguirei nunca descrever o que é ser mulher.
As dores, sejam elas de parto ou de amores.
A dedicação, que nos leva tantas vezes a protelar os nossos sonhos, a deixar marinar os projectos, a esquecer o embate dilacerante das tragédias pessoais para que não se tornem um desconforto familiar.
A determinação, que insiste em mover cordilheiras, extravasando os limites físicos, aparentemente frágeis.
A força. Infinita. Que faz levantar uma e outra vez, após cada tropeção nas irregularidades do caminho. Mesmo às escuras, mesmo sem uma mão para agarrar…
O amor. Incondicional. Ilimitado. Irracional.
As mãos. As mesmas que descascam cebolas, mudam fraldas, amparam velhos, que percorrem os caminhos do prazer, unhas pintadas de vermelho.
O choro e o riso. A gargalhada e as rugas de expressão.
O vestido que enaltece o ego, os sorrisos que se trocam, as flores que se recebem; ou não…
Tudo tão humano, tão unisexo. No entanto, tão inconfundivelmente feminino…
Calo-me. Porque as mulheres (quase) não choram e eu tenho uma amiga com quem começar este dia a conversar e a rir…

13 comentários:

Sofá Amarelo disse...

Escrever é sempre especial e um post sobre este tema então é muito mais especial!

Um excelente Dia da Mulher!

Muitos beijinhosssss! :o)))))))))))))))

ANTÓNIO disse...

...tal como o homem, a mulher não chora...

Um excelente Dia da Mulher

Bjs
António

Cata- Vento disse...

Afinal um post especial neste dia em que, pela centésima vez, se comemora o Dia da Mulher. E, apesar disso, ainda há um longo caminho a percorrer. Com tropeções ou sem eles, é importante não esquecer que a luta é de todos os dias.
Gostei muito da flor.

Beijinhosssss

Bem-hajas, Mulher-Mãe-Filha...que tão bem te situas no teu lugar!

Isa disse...

Um grande ramalhete de rosas para ti :)

Braulio Pereira disse...

ola querida amiga

estamos confusos eu tanbem nâo sou capaz de definir uma poesia..

te dierei que és simplesmente

"MULHER" e poeta.

um ramo de rosa brancas
para ti..

beijos!!

© Piedade Araújo Sol disse...

um post muito especial para um dia que dizem é nosso.

beij

Maria disse...

Ainda a tempoe de te deixar um abraço especial, hoje!
:)))

Rogério Pereira disse...

Ajudo-a na descrição

Mulher é mãe
Mulher é mão
Mulher é pão
Mulher é trabalho
Mulher é agasalho
Mulher é luta
Mulher é labuta
Mulher é flor
Mulher é amor
Mulher é querida
Mulher é tudo na vida
Mulher é até pai
Quando isso de ser mulher
é de todo em todo esquecida

Hoje assino

Arco-Íris Menino

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Talvez seja apenas um dia mais, mas pode ser altura para lembrar as mulheres que sofrem às mãos dos homens. Cá, como em todo o lado. Mas, sem dúvida, era melor que não existisse um dia da Mulher. Para equilibrar ( ou disfarçar) tb criaram agora o Dia do Home. Nem sei qdo é, mas que existe, existe.
Beijos

Vieira Calado disse...

Olá amiga!

Não consegui entrar nos comentários da sua última postagem.

Mas...

viver é preciso... precioso...

bjs

bettips disse...

Aqui te deixo
o vermelho da escolha
de sermos mulheres com palavras e forças.
Bjinho

Paulo disse...

Gostei e achei que foi mais que uma tentativa, foi escrito com sentimento :))

Beijinho ^_^

Jony River disse...

Os desabafos também fazem parte...
E os gritos de revolta, mais ou menos mudos, também....
Afinal, o espaço é teu...
O prazer é nosso!!!

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin