12 outubro 2007

Parabéns, D!



A D chegou junto de mim duma forma inédita.
Conhecemo-nos antes mesmo de nos conhecermos. Fomos aproximadas por alguém que partira mais de quatro décadas antes, sendo também a nossa diferença de idades superior a quatro décadas.
Ao começar este post disse "chegou junto de mim" porque, de facto, a D desbravou terreno até conseguir comunicar comigo.
O primeiro contacto foi intermediado por uma portadora duns papeis e dum cd. Elementos referentes àquele elo comum, desparecido muitos anos antes. Obtive, depois, o email da D, através do qual lhe agradeci os dados que me enviara. A "conversa" foi surgindo naturalmente; email após email, fui admirando a personalidade dinâmica desta mulher. Arrojada, inconformista, revelou-se um espírito aberto, mais familiarizado com as novas tecnologias que muita gente com menos de metade da sua idade.
Um dia apresentou-me o seu blog. Conhecedora do meu gosto pela escrita, incentivou-me para que eu também criasse o meu blog. Perspicaz, esta D! Foi um dos melhores conselhos que alguma vez me deram.
Surpresa puxa palavra, palavra puxa amizade e pouco passou até que eu lhe telefonei. A sua voz revelou-se surpreendida e jovial. O diálogo saltitou de assunto em asunto, cada tema uma pedrinha das que atravessavam o lago onde as palavras fluiam.
Impelida pela vontade de conhecê-la, rumei a sua casa num improvisado passeio domingueiro, fazendo-me acompanhar dos meus filhos e da minha mãe, desejosa de revê-la.
Percebi a facilidade com que a D terá suscitado aquela paixão que testemunhei, de certa forma, à distância. Uma história apaixonante de duas pessoas que se identificam uma com a outra antes de se conhecerem, numa década de 50, distante ainda de telefones e internet.
Um espírito positivo, triunfante sobre os muitos desgostos trazidos pela vida, aliado a uma facilidade de comunicação cativante, fizeram desta senhora a minha amiga mais distante no BI e das mais próximas na cumplicidade.
A nossa história é feita de coincidências e, também de procura. De força e de admiração.
No dia em que a D completa um aniversário capicua, eu deixo-lhe aqui um agradecimento muito sentido e reitero os parabéns. Pelo dia de hoje e por tudo.

13 comentários:

SOBE E DESCE disse...

Vim agora espreitar o seu blog, para lhe deixar um desejo de “bom fim de semana”, e fiquei surpreendida com o que encontrei.
Agradeço os seus desejos e as observações que faz sobre essa D desconhecida e só agora descoberta por si. Uma D que a surpreende mas não conseguiu ser mais do que isso em tempos distantes, em que não teve força para modificar uma vida que talvez esperasse mais dessa D. Hoje parece-me que estou certa, mais lúcida do que naqueles tempos.
Obrigada e um beijo amigo.

Tiago' disse...

Então, depois de uma bonita história verídica, parabêns à D! :)

SOBE E DESCE disse...

Peço desculpa pela invasão deste espaço para agradecer ao Tiago os parabéns à D.
A história é verídica mas...
Um grande obrigada.

elvira carvalho disse...

Vim fazer uma visitinha. Li o post sobre a D, desconhecida e resolvi deixar um abraço de parabéns, e votos de um futuro feliz. Como parece que a D está presente so quero acrescentar aos votos de felicidades,o pedido de que não se recremine. As coisas acontecem sempre como teem que acontecer, já foi e está sempre a tempo de dar o tal passo que não deu no passado.
Então parabéns ás duas, porque se teem uma á outra.
Um abraço

Sophiamar disse...

Amanhã voltarei. Deixo-te beijinhosssssss e a minha amizade. Sempre! gosto muito de ti.

Sol da meia noite disse...

Saber cativar...
Atravessar o tempo da descoberta...
E ser cúmplice!

Adorei a história.
Que perdure!...
*

Bárbara Cecília disse...

Belo texto, não entendi os comentários, mas de qualquer modo, não há necessidade de que isso seja realizado. Grande beijo, fique bem e tenha uma ótima semana!

Anónimo disse...

Parabéns a D por tudo, pelo aniversário, pelo blog (eu só a relativamente pouco tempo é que soube o que era um), pela energia e jovialidade, por ter uma amiga como tu,etc,etc,etc... Muitos Parabéns D.

José Gomes disse...

Depois desta azáfama em que vivi estas últimas semanas, aqui estou eu a visitar-te. E dou de caras com esta "D" misteriosa (para mim!) mas que tanto te tocou. Gostei da maneira como abordaste este tema.
Parabéns.
Boa semana.
José Gomes

Alexandre disse...

D de Dina?

Há pessoas interessantes e especiais por onde quer que andemos... precisamos é de ter intuição... que resulta sempre!

Muitos beijinhos!!!

Alex disse...

E fez bem em incentivar-te, escreves bem, sabes da vida, partilhas e nós acabamos por aprender o que nos queres transmitir. Saber ouvir, é muito bom.

Pessoas bonitas,
tu também és.
Mas isso tu sabes não sabes?

Sophiamar disse...

É um prazer ler os teus posts. A tua escrita vem acompanhada da pessoa que a escreve, traz bocadinhos dos sentimentos que tomam conta de si enquanto deixa sair as palavras e a amizade vai-se instalamdo. Pé ante pé, quando damos por nós, temos impressa a quente a Amizade, a Simpatia, a Cumplicidade...

Parabéns à D ! Atrasados mas todos os dias são dias de anos.

Beijinhossssss

Estrela Cadente disse...

Não era consigo que a D queria falar.
A D só queria entregar à irmã o que encontrara na net, porque há muito sabia da sua existência e nunca procurara uma aproximação
A D. Gostou de a conhecer, e hoje, mais que nunca diz:
Gostei de a conhecer.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin