04 março 2015


Podíamos ter ficado na pré-história.
Preferimos arriscar. Fizemos a nossa história.
Repentinámos o apelo, que sabia esperar.
Não soube mais.

2 comentários:

Rogerio G. V. Pereira disse...

Tantos barcos
e nós em terra
sem tino
nem destino

não saber mais
é isso

Nilson Barcelli disse...

Quem faz a sua própria história já faz muito...
Bom fim de semana, querida amiga Filó.
Beijo.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin