29 setembro 2010

Um dia partirei em viagem no tempo

E, ao partir, convido-te a embarcar

Zarparemos num veleiro guiado pelo vento

Numa busca infinita como o próprio mar



Um dia conseguirei comandar o tempo

Moldá-lo a um sonho onde apeteça ficar

Um sonho tão doce quanto o pensamento

Onde guardo a lembrança desse teu olhar



No dia em que conseguir parar o tempo

Ficaremos à conversa um serão inteiro

A amizade saboreada nesse momento

Embalado pelo mar do nosso veleiro

9 comentários:

Maria disse...

Gosto dos teus 'entre nós' num veleiro com cheiro a mar...

Beijos.

São disse...

Se me convidares , eu vou no teu bonito veleiro...

Serena seja a tua noite.

Braulio Pereira disse...

mergulho a minha alma
no teu mar de Amor
vamos vento em calma
neste plácido ardor

navegando..naufragando..



beijo!!!

BlueVelvet disse...

Já tinha reparado que está tudo mudado no teu blog: desde as cores ao alyout, passando pelo estilo da escrita.
O facto é que gosto tanto da tua poesia como da prosa.
Muito bonito este veleiro com cheiro a mar.

Vieira Calado disse...

Um dia...

Pois!

Ah, o poeta,

esse eterno sonhador!


Saudações poéticas

IMaria disse...

Espreitei o seu Escrito a quente e adorei o muito que li, em especial este" Foi assim, o meu fim-de-semana " Adorável post. Apeteceu-me partir para aquele alpendre e tudo que ele abarca.

isabel

Pitanga Doce disse...

Ai menina nem me fales em partida que eu lamento a minha até agora. E não foi num veleiro.

beijos de mim pra ti

Chousa da Alcandra disse...

Cando consigas comandar o tempo...por favor, chámame para compartir o segredo!

Beijos atemporais

Jony River disse...

Reli, e continuei a "regostar"...
Releio cada um dos teus escritos a quente, e continuo a não me escaldar, mas sim, a deliciar....
Keep going

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin