18 julho 2008

Parabéns, Sr Mandela!

(imagens do site da Fundação Mandela)

É a primeira imagem que me ocorre quando se fala de heróis.

Nélson Mandela completa hoje 90 anos de uma vida totalmente consagrada à afirmação da dignidade humana e à luta contra a opressão racial na África do Sul.
Uma vida de luta contra as contrariedades, motivada pela esperança e pelo espírito combativo que, finalmente, o conduziu ao Prémio Nobel da Paz e à presidência do seu país.
Em homenagem a este lutador incansável, deixo as suas próprias frases, extraídas da obra autobiográfica Longo Caminho para a Liberdade:
“Eu não nasci com fome de liberdade. Nasci livre- livre de todas as formas minhas conhecidas. Livre para correr pelos campos perto da cabana da minha mãe, livre para nadar no ribeiro claro que atravessava a vila, livre para assar milho sob as estrelas e montar na garupa larga de toiros vagarosos. Enquanto obedecesse ao meu pai e respeitasse os costumes da minha tribo, não me incomodava com as leis do homem ou de Deus.
Foi só quando comecei a aperceber-me que a minha liberdade de criança era uma ilusão, quando descobri, como jovem, que a minha liberdade já me fora tirada, que comecei a ansiar por ela. (…)
Mas, então, comecei lentamente a ver que não só não era livre, mas também os meus irmãos e as minhas irmãs não o eram. Vi que não era só a minha liberdade que era limitada, mas a liberdade de todos os que se pareciam comigo. Foi quando me inscrevi no Congresso Nacional Africano e foi quando a minha grande fome de liberdade para mim próprio se transformou na maior sede de liberdade para o meu povo. Foi este desejo de que o meu povo tivesse a liberdade de viver a sua vida com dignidade e auto-respeito que motivou a minha vida, que transformou um jovem assustadiço numa pessoa audaz, que levou um advogado respeitador da lei a transformar-se num criminoso, que fez de um marido amigo da família um homem sem lar, que forçou um homem que amava a vida a viver como um monge. Eu não sou nem mais virtuoso, nem mais abnegado do que qualquer outra pessoa, mas descobri que não conseguia nem sequer desfrutar das liberdades mesquinhas e limitadas que me eram permitidas, sabendo que o meu povo não era livre. A liberdade é indivisível. (…)
Foi durante esses longos anos solitários que a minha fome de liberdade para o meu povo se transformou na fome de liberdade para todos os povos, brancos e negros. (…)
A verdade é que não somos ainda livres; alcançámos apenas a liberdade de sermos livres, o direito a não sermos oprimidos. Não demos o último passo da nossa viagem, mas sim o primeiro de uma estrada ainda mais comprida e difícil. Pois ser livre não é somente arredar as correntes, mas viver de uma forma que respeite e realce a liberdade dos outros. O verdadeiro teste da nossa dedicação à liberdade está a começar.
Percorri esse longo caminho para a liberdade. Tentei não fraquejar; dei passos errados ao longo do percurso. Mas descobri o segredo: que, depois de escalar uma grande montanha, apenas se descobre que há muitas mais montanhas para subir. Parei aqui um pouco para descansar, para deitar uma olhada à vista maravilhosa que me rodeia, para olhar para a distância, de onde vim. Mas posso descansar somente por um momento, porque com a liberdade vêm as responsabilidades- e não me atrevo a demorar-me, pois a minha caminhada ainda não terminou.”

16 comentários:

Alexandre disse...

Tenho na imagem a voz do Mário Crespo a relatar a libertação de Mandela há uns 17 anos atrás - ele confundiu Mandela com uma série de outros indivíduos, mas finalmente ele estava cá fora - foi um dia histórico para o mundo e nada voltaria a ser como era!

Parabéns, Mandela!!!

jasmimdomeuquintal disse...

Mandela a provar o grande homem que´foi e é...

BlueVelvet disse...

Tenho uma admiração imensa por este homem.
Já tinha um post feito para o aniversário dele, hoje, mas entretanto surgiu outra coisa.
Ponho amanhã:))
Beijinhos e bom fim-de-semana

Pena disse...

Linda Amiga:
Mandela foi um defensor dos Direitos Humanos na África do Sul. Sofreu na pele injustiças graves e dolorosas do ponto de vista daqueles que tudo fazem para contrariar a liberdade entre os povos. Lutou e afirmou-se como um guerreiro para o bem da Humanidade.
Parabéns! Corra livre como o fazia em casa dos seus pais e seja feliz.
Merece.
OBRIGADO pelas palavras lindas expressas no meu cantinho.
Sempre a estimá-la e a respeitá-la.
Com amizade e gratidão, Beijinhos de imensa consideração

pena

Carla disse...

...uma vida dedicada a uma causa
...uma vida de humanidade
Parabéns
bom fim de semana
beijos

Tiago. disse...

Parabéns Mandela, porque és mais do que um homem, foste e ainda és a esperança de um povo! =D

Tiago.

Carminda Pinho disse...

Associo-me à homenagem, claro!
Pena, que não tenha podido libertar mais o seu povo.
Beijos

Carminda Pinho disse...

Associo-me à homenagem, claro!
Pena, que não tenha podido libertar mais o seu povo.
Beijos

Fernando Santos (Chana) disse...

Cara amiga, muito bonita homenagem ao Sr. Mandela um dos Simbolos da Liberdade...
Um abraço

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Amiga, fiquei muito feliz ao ler o teu belo texto... Homenagem merecida a um Grande Homem... Muitos beijinhos de carinho,
Fernandinha

jo ra tone disse...

Merecida homenagem a este herói
Bjo
Bom fim de semana

Antonio saramago disse...

Foi um lutador, sofreu muito, pena é que o que conseguiu tenha sortido efeitos tão negativos.

Sei que existes disse...

Excelente homenagem bem merecida!
Beijo grande

tulipa disse...

Minha querida

LIBERDADE
E
DUNAS
combinam bem...
adoro esta música, é daquelas que me arrepio ao ouvir o Rui Reininho cantar.

Sabes quem faz anos hoje?
Sim, hoje dia 20.
Se quiseres poderás ver a homenagem que lhe faço. Ele merece, é um querido.

Beijos,
bom fim de semana.

São disse...

Parabéns duplos: a Mandela pelo que é e pelos noventa anos e a ti pela homenagem e pelo post!
Semana feliz.

Maria disse...

Uma bonita homenagem a um Homem que tudo merece....
Obrigada, Filoxera

Um beijo

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin