14 agosto 2015






Há vazios que não se preenchem.
Neles, não se ajeitam palavras.
São buracos negros que tudo sugam.

2 comentários:

Rogerio G. V. Pereira disse...

Temos uma capacidade imensa
para dar a volta por cima...

margusta disse...

Voltando por aqui querida amiga!
Beijinhos!

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin