26 setembro 2007

- "Hoje já tomei banho?", pergunta-me ele no regresso a casa, num anoitecer de fim-de-semana.
- "Tomáste, de manhã, não te lembras? Até a tua mana andava por ali a deitar coisas para dentro da banheira".
- "Quer dizer que já não tenho de tomar quando chegar a casa?"
- "Já não tens que tomar, não".
- "Obrigado!..."

5 comentários:

Victor Nogueira disse...

Olá, simplesmente :-)
Esse é um diálogo com os teus filhos? Faz-me lembrar as histórias do Calvin e do Hobbes, que é uma criança normal e não «adulta» como a Mafalda ou o Charlie Brown. Gosto de todos eles, mas acho que o Calvin é mais «real»
Bjo
VM

a.filoxera disse...

É um diálogo com o meu poeta brilhante, o meu amor primeiro, a minha inspiração para cada dia. É um professor, este meu filho. Ela ainda não tanto, porque é demasiado pequena.
A propósito do que comentáste no outro post, apenas desejo que a vida seja justa e lhês dê a paz e felicidade que merecem.

Maria Jose disse...

Eh, eh, eh...
Esse miúdo é o máximo !
Gostei do "Obrigado!"...:)))

Anónimo disse...

Tem toda a razão, não devemos fazer nada que não nos apeteça... pena é que depois de crescidinhos as coisas já não possam funcionar assim!

Anónimo disse...

Tem toda a razão, não devemos fazer nada que não nos apeteça... pena é que depois de crescidinhos as coisas já não possam funcionar assim!

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin