03 dezembro 2007

Resposta ao desafio

A minha amiga Sophiamar (http://sophiamar.blosgpot.com) deixou-me um desafio a que dei agora seguimento.
Trata-se de pegar num livro (oh, meu Deus, qual há-de ser?) e escolher uma página ao acaso e um parágrafo ao acaso.
O livro escolhi-o, de entre as memórias de livros que me tocaram. Não tenho relido livros, mas este talvez merecesse... É que há sempre tantos à espera...
Quanto ao acaso da página e do parágrafo, já não foi tanto acaso, pois alguns parágrafos nada mereceriam de grandes cogitações...
Aqui vai:

João de Melo, "Gente Feliz com Lágrimas":

"Sabe que em breve a amará e odiará também por isso. Talvez venha a ender-se a essa maternidade instintiva, ao modo como ela sempre prtogera os irmãos mais novos. Mas odiará o tom imperativo dessa voz que continua resignada perante a infelicidade. Não tolerará ouvi-la consagrar ao Divino tanto sofrimento, nem firmar-se na certeza de que só Deus a curará. No combóio, tivera tempo de sobra para planear a sua fuga para fora da esfera de Deus. Decidira desobedecer-Lhe em tudo e dar a si mesmo o excesso de viver e amar a vida do lado de cá dos muros. Começaria por esquecer-se dos Domingos."

Pela densidade psicológica, pela abrangência cultural e geográfica, pelo rio cronológico deste romance, fica a vontade de a ele voltar e o desafio a quem não o leu: esta é uma história que vale a pena conhecer.

O desafio lançado pela Sophiamar fica aqui, lançado ao ar. Quuem quiser que o agarre...

6 comentários:

Sophiamar disse...

Obrigada, Amiga! Uma história densa, comovente, cheia de realismo muito bem contada. João de Melo é exímio neste tipo de narrativa. Um açoreano que gosto de ler. Muito! Que me faz recordar um excelente professor , Vitorino Nemésio.E recordar Nemésio é recordar Mourão-Ferreira. Reler o livro por inteiro não é fácil.À sua leitura anda associada a morte de uma familiar muito querida. Nesse tempo, faz precisamente dez meses hoje,eu andava feliz. A morte veio buscá-la num dia assim. Soalheiro,frio, com o mar ao fundo. As lágrimas rolaram pelas 17.00h. Um pouco depois da hora a que te escrevo. E no dia 8 do mesmo mês faria 44 anos.
Para ti, deixo mil beijos pelo desafio ter caído em dia de memória.Desculpa mas estes desabafos só tenho com amigos. O Natal, como vês, não pode ser muito feliz. As fotografias tiradas no ano anterior estão muito presentes. E a sua imagem intacta mas saudosa. É a vida.

São disse...

Também já o li.
Fique bem!

Carminda Pinho disse...

Desejo-te uma semana tranquila.

Beijos

amigona avó e a neta princesa disse...

Passei e deixo um abarço...

De Amor e de Terra disse...

Até agora, li apenas um livro de João de Melo "O meu mundo não é deste reino"; e o que, no início achei denso, difícil de penetrar, achei no final, denso e intenso.
Esse de que falas, ainda não li...mas, vamos sempre a tempo!

Beijo Amiga

Maria Mamede

Blue Velvet disse...

...tivera tempo de sobra para planear a sua fuga para fora da esfera de Deus. Decidira desobedecer-Lhe em tudo e dar a si mesmo o excesso de viver e amar a vida do lado de cá dos muros. Começaria por esquecer-se dos Domingos."
Curioso,imaginativo e original.
Será que é começando por esquecer os domingos que fugimos da esfera de Deus?
Para quem acredita Nele, está em todo o sítio e a toda hora!
Se bem que ache que quanto a mim, mudou de endereço.:(
Beijinhos

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin