28 abril 2010

Se existisse???


Claro que existe, amiga!
Acontece quando os amigos nos brindam com tiradas daquelas como
"está frio. Gosto de ti"
- lembras-te, algures no Inverno passado?
(só tu...!)

Hoje já obtive uma.
E estava mesmo a necessitar...

25 abril 2010

25 de Abril


E Abril volta ao seu auge.

Num mês mágico, conjugam-se muitas datas na minha memória.

Iniciei o Escrito a Quente há 3 anos, no dia 25 de Abril, em homenagem ao meu pai, um homem cuja vida teve início e fim em Abril. E que me ensinou o significado da liberdade.

Como a liberdade, também este blogue comemora hoje mais um ano.

21 abril 2010

19 abril 2010


Quando o corpo arde em desejo

E o amor nos foge, em golpes de asas

O beijo adquire um travo amargo

E as palavras queimam, como brasas

17 abril 2010

Porque o dia é teu

O dia já não é de festa, mas ainda é teu. (Assim  como o mês, e esta semana, sobretudo...)
Procurei as palavras certas para a saudade. As frases para o vazio.
Nenhumas traduziam a falta que me fazes.
Assim, volto a dizer que sei que estás em cada onda, em cada partícula do ar de Abril, em cada flor que da terra nasce. Porque no fim te devolvemos à liberdade.

(o resto fica entre nós, PAI. Porque há mensagens que vão directas...).

06 abril 2010


Não te arranco os minutos do teu beijo

Dum tempo a dois, sedento de desejo.

Não te cego, não te peço nada

Espero-te, apenas, a qualquer momento.

Por tudo o que somos, pelo que seremos,

Não te tiro o mel nem te corto o vento.



Perdes-te mil vezes no teu acordar,

Enquanto eu, sozinha, me sinto naufragar

Encontras-te, então, neste extenso mar

Numa onda breve, num outro lugar.

E quando me fazes poema e canção

Eu voo contigo e esqueço a razão.

04 abril 2010

Boa Páscoa!

Aos leitores do Escrito a Quente,
aos meus amigos,
aos que passam de vez em quando por aqui,
os meus votos de uma Páscoa muito docinha.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin